2007-02-12

Quarto

Meu mundo é um quarto
em construção,
com um armário quebrado
e alguns brinquedos ao fundo.

E uma cama furada,
de lençóis azul turquesa,
onde meus pés afundam lentamente.

Meu teto é mofado e minha janela
tem os vidros sujos de graxa.

Em cima da cama furada,
uma criança sorri.

5 comentários:

[vanessa] disse...

"quarto-mundo
mobiliado de lembraças confusas em preto e branco"

talvez o meu se resuma assim
...

bruna maria disse...

O sorriso da criança salva qualquer aflição que possa surgir em perceber o teto mofado e as janelas sujas de graxa.

Beijos!

Astúrias disse...

Gostei da sutileza dos textos.

E reparei que você é nostálgico quanto à infãncia, gosta da temática infantil.

É bom não perder essa inocência.

Abraços!

queiroz disse...

Meu mundo é aquela cara fazendo silêncio. Gostei do poema.

[ outra ] disse...

Azul turquesa sujo de graxa.
Bem você.